Análise de mercado: o que é e como realizar

Autor(a):

Como empresário você já deve ter percebido como o mercado pode ser complexo. Bem, hoje a informação é o mais relevante para seu negócio. Saber de pequenos pontos sobre o mercado em que está atuando é tão importante como gerir a parte interna de seu negócio. Mas, como fazer para realizar uma análise de mercado perfeita?

Primeiramente, é super importante entender o valor da informação. Como já dito, somente ela irá gerar o crescimento que deseja. Além disso, é uma forma de se prevenir contra as possíveis mudanças que possam surgir. 

Empresários cometem erros ao associar a informação apenas com a quantidade. Nem sempre ela terá valor para seu negócio e dessa forma a qualidade fala mais alto. Além de, é claro, ser de fontes confiáveis e que tenham uma visão mais concreta do que poderá acontecer com o mercado.

Por esse motivo iremos mostrar alguns pontos importantes sobre a análise de mercado. Afinal, hoje esse é o método mais confiável para desenvolver sua empresa. 

Tipos de análise de mercado

A análise pode ser realizada de duas formas. Antes de decidir realizar uma, é fundamental compreender a diferença entre cada uma delas. Por outro lado, você não precisa escolher apenas uma para realizar.

Elas são complementares. A análise de gabinete e a pesquisa de mercado representam um complemento uma da outra. A escolha dela irá se basear apenas no momento em que a empresa se encontra, sendo necessário uma avaliação de tal.

Pesquisa de mercado

Vamos falar um pouco sobre a pesquisa de mercado! Ela é bem conhecida e está relacionada com o mais importante dentro de uma empresa, o cliente. Pode ser realizada de várias maneiras, até porque a relação do cliente com uma empresa vai além do processo de venda.

É possível que ela esteja embasada em perguntas diretas aos consumidores. Perguntas sobre a qualidade dos serviços, produtos, atendimento, expectativas e outros elementos podem fazer parte da análise. 

É uma forma muito prática de definir os resultados que se deseja alcançar. Afinal, você entra em contato direto com o cliente e com isso os resultados são mais certeiros. É improvável que exista um erro evidente.

Dessa forma, empresas que desejam lançar algum produto no mercado acabam optando por essa estratégia. Ela irá mostrar o que os clientes desejam, o que eles estão buscando no mercado. 

Análise de gabinete

A outra ferramenta de análise é a de gabinete. Essa é feita a partir dos dados que são coletados de forma periódica. Ela difere bastante da primeira por conta da forma de avaliação. A análise de gabinete é realizada com os elementos da própria empresa, sem colocar nada externo.

Por outro lado, é uma análise mais genérica, mais ampla. Isso, é claro, provoca alguns contratempos se mal realizados. A informação é diferente em locais diferentes. Alguns portais podem não apresentar a mesma quantidade de dados que outras e assim o trabalho fica menos específico.

Dito isso, a análise não consegue ser tão impactante quando se deseja analisar um cliente específico, por exemplo. A ideia é obter uma visão geral do mercado, mostrando os principais pontos para desenvolvimento do mesmo.

No final, essa também é uma forma eficaz de conhecer o mercado. Entretanto, é interessante tomar cuidado com as especulações!

Como realizar uma boa análise

Depois de descobrir um pouco mais sobre esse sistema, provavelmente tem dúvidas sobre a realização de uma boa análise de mercado, certo? Bem, no geral ela é feita com especialistas, profissionais que conseguem tirar muitas informações de dados, sejam eles precisos ou não.

E claro, é fundamental unir esses fatores de forma que apresentem uma relação. Somente assim é possível pensar em soluções e ações possíveis. 

Veja a seguir as principais etapas do processo!

O mercado consumidor deve ser avaliado

A princípio, isso é suficiente para obter diversas informações. Isso porque o consumidor é o principal elemento de um negócio. A receita somente aumenta com uma boa estratégia voltada para o desenvolvimento de leads.

Dito isso, o consumidor apenas mostrará interesse em sua marca caso ela ofereça algum diferencial, certo? Bem, há muitos pontos que podem entrar na nossa lista, mas com certeza é interessante mostrar o desenvolvimento e posicionamento da sua empresa nesse mercado.

Apesar de ser uma análise simples, que toda empresa deve realizar, é assim que deve começar!

Os concorrentes

Depois de olhar para a parte interna de sua empresa, sua preocupação deve ser com o lado externo, mais especificamente com sua concorrência. Somente dessa maneira conseguirá manter seus clientes dentro da sua empresa.

Nesse caso não há muitas opções. O crescimento desse mercado faz com que seja necessária a existência de uma concorrência. É somente a partir delas que muitas marcas se desenvolvem para agradar cada vez mais o cliente.

Mas não estamos falando apenas da concorrência de outras empresas. Há sempre novos produtos e serviços sendo lançados, assim como outros sendo desenvolvidos. Saber disso previne quedas na receita e sua empresa consegue se manter próspera com tranquilidade.

Também preste atenção em seus fornecedores

Assim como os clientes estão sempre buscando melhorias, a empresa também deve estar. A não ser que sua empresa seja completamente independente e não necessite da ajuda de nenhum fornecedor, observar as variações deles também é importante. 

Muitas vezes o fornecimento de matéria prima que está recebendo não é suficiente para deixar o mercado vivo! Esse é um grande problema, tendo em vista que apenas com isso é possível conseguir o destaque que tanto se busca. 

Economiza-se dinheiro, o processo é otimizado e o cliente sai mais feliz do seu negócio.

Projeção do mercado

Essa é uma área para que estude! A projeção de mercado é, como o termo sugere, uma forma de ter visões do futuro do segmento. No entanto, não é nada garantido e você deve aprender a ser mais conclusivo com o tempo.

Estando em um mercado tão enorme, dar um passo à frente dos concorrentes é de grande ajuda. Estudar as projeções do mercado permite uma melhor gestão de capital, melhor planejamento dos investimentos e pode destacar a necessidade de certa quantidade de capital para momentos futuros.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

2 × três =