Como montar um escritório de advocacia

Autor(a):

Diferente do que muitas pessoas pensam, para abrir um escritório de advocacia não basta somente ter conhecimento jurídicos. Mais do que isso, é necessário possuir uma boa experiência em gerenciamento de empresas, pois será necessário investir capital, fazer um planejamento financeiro, estabelecer metas e várias outras séries de pressupostos fundamentais para que o escritório de advocacia tenha sucesso.

Mas, antes de mais nada, é necessário ter em mente que terá de haver planejamento, investimento e financiamento. Esses pontos são cruciais e entendê-los é essencial! O planejamento possui documentos que traçam as estratégias operacionais e projetam lucros, como o plano de negócio, que é a base de onde tudo ocorrerá.

Passo a passo para abrir um escritório de advocacia

A princípio, será necessário pensar em um espaço físico adequado para montar o escritório. E para isso é necessário avaliar a localização estratégica, tamanho e os recursos disponíveis para essa decisão. É importante ressaltar a importância das impressões que os clientes terão sobre o visual do escritório, e por isso é indispensável investir em uma estrutura adequada.

Os sócios-fundadores de uma sociedade de advogados devem obter um contrato que defina as responsabilidades, direitos e prerrogativas de cada um dos profissionais. E assim como qualquer pessoa jurídica, é preciso realizar um contrato social com a definição da sede, capital social, remuneração dos sócios, destinação patrimonial e a forma de retirada (se preciso) de profissionais da sociedade. 

Esse acordo evita imprevistos futuros, garantindo a segurança dos investidores do escritório de advocacia e permitindo uma maior transparência em eventuais contratações da equipe, além de ser uma forma de dar segurança jurídica ao acordo firmado entre os sócios.

Além disso, estabelecer a área de atuação do escritório de advocacia é um ponto crucial que irá nortear as próximas decisões a serem tomadas. O advogado que resolver se especializar, precisará investir em seu conhecimento técnico, focando em cursos, seminários e demais eventos. A abrangência geográfica se faz necessária nesse aspecto, tendo em visto que trabalhar em causas mais distantes tornará os custos mais altos, fazendo com que isso reduza os ganhos.

Funcionários necessários para um escritório de advocacia

Outro aspecto que se faz necessário é contar com uma equipe para atender as necessidades e demandas de trabalho. Existe um sócio majoritário que é o advogado fundador do negócio e possui um reconhecimento profissional no mercado e os sócios minoritários que atuam na linha de frente do escritório. Os advogados associados também assumem um papel importante no escritório de advocacia, visto que através deles é possível aumentar o público-alvo do escritório. 

Os estagiários que possuem a carteira da OAB também possuem um papel importante no escritório de advocacia, ficando responsáveis pelas tarefas rotineiras, menos complexas e externas, que consomem muito tempo dos advogados. 

É importante também contar com uma secretária que atue na recepção dos clientes e nas tarefas administrativas, agendamentos, controle de prazos, audiências, cobrança de honorários, telefonemas e pagamentos, facilitando o trabalho dos advogados.

Cada escritório de advocacia buscará seu próprio público-alvo, dependendo das áreas de especialização dos profissionais e das demandas que irão atender. Haverá demandas dos mais variados tipos, como trabalhistas, tributárias, societárias, empresariais e de propriedade intelectual. 

Além disso, existem diversas formas de atender o cliente, podendo ser definido em um contrato de prestação de serviços advocatícios, fazendo-se necessário identificar se a demanda é consultiva ou contenciosa. Se for atendimento consultivo, costuma já possuir um preço fixo por demanda específica, com prazos de entrega. Já o atendimento contencioso envolve a realização de diversas diligências, acompanhamento constante de publicações e editais.

Como abrir um CNPJ para escritório de advocacia?

Para realizar a abertura de um CNPJ para escritório de advocacia, você precisará realizar um registro da empresa na Ordem dos Advogados do Brasil, obter o alvará de funcionamento com a prefeitura onde a empresa irá se instalar e, após realizar esses procedimentos, registrar junto à Receita Federal.

Para isso, serão solicitadas cópias dos documentos pessoais e dos documentos dos sócios, o Contrato Social firmado pelas partes e demais documentos.

Após o CNPJ ser aberto, você já terá cadastro como pessoa jurídica. E assim, com todo esse passo a passo, fica mais fácil entender quais são as decisões primordiais para montar o tão sonhado escritório de advocacia!

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.

dez − 10 =